Páginas

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Reflexões sobre o Salmo 128


               No Salmo 127, Salomão explicou a vaidade do trabalho sem primeiro se colocar a confiança no Senhor. Aqui, o salmista olha para o oposto. Todos os que temem ao Senhor e andam de acordo com Seus caminhos serão abençoados. É como se a maldição de Gênesis 3 tivesse sido dissipada.

               O seu trabalho será abençoado e frutífero. Comerá e desfrutará do fruto de seu trabalho. Sua esposa será fértil e multiplicará. Ela será uma bênção para seu marido e seus filhos. Os filhos do homem que teme ao Senhor serão frutíferos e fortes. Esta é a bênção para o homem que teme ao Senhor e anda em Seus caminhos.

               O que teme ao Senhor não está apenas preocupado consigo mesmo, mas com Jerusalém e com o povo de Deus. Assim, a bênção que ele recebe acaba por se estender além do indivíduo e além do tempo presente. Quando nós, povo de Deus, O tememos e andamos em Seus caminhos, o Senhor nos abençoa de forma corporativa e eterna. O Senhor nos abençoará desde Sião!

               Muito frequentemente, deixamos o Senhor fora de nossos planos. Trabalhamos e lutamos para obter sucesso, mas só achamos fracasso. Este não é o caso quando confiamos no Senhor e buscamos Sua vontade. Embora o mundo vá gemer sob a maldição que veio do pecado de Adão, o povo de Deus novamente será fértil e se multiplicará. Encherá a terra e desfrutará do fruto de seu trabalho. Esta perspectiva eterna de fracasso e bênção fará com que o povo de Deus se regozije, pois nós vencemos o mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário